Sem título...

Não digas nada!
Nem mesmo a verdade
Há tanta suavidade em nada se dizer
e tudo se entender
Fernando Pessoa

São Tomé de Paripe

Assim que o dia amanheceu,
lá no mar alto da paixão
dava pra ver o tempo ruir
Cadê você?

Pescador

Rio São Francisco (Petrolina)

Para o infinito e mais além

Praia do Forte

Farol de Itapuã


Cena de rua

Paraty

Ubatuba


Beijo


O fazedor de chapéus

Pelourinho, Salvador da Bahia

The Golden King

Toró portrait

Wild Mood

Campos de Jordão SP

Campos de Jordão


Para onde vamos hoje?


Rio Miranda

E um só momento nos sentimos Deuses
Imortais pela calma que vestimos
e a altiva indiferença
às coisas passageiras
Ricardo Reis

Estrada de Sol

Quero que você me dê a mão
vamos sair por aí sem pensar

Pôr do Sol no Pantanal

Rio Miranda (Passo do Lontra)

Pedaço de Paraíso

Casa no Rio Miranda (Pantanal)

PDS

Abri as janelas
que havia dentro de ti
e entrei abandonado
nos teus braços generosos
Carlos Melo Santos

O barco

Búzios RJ

Refúgio


Silêncios

Peço apenas o teu silêncio
como uma criança pede uma flôr
ou um velho pedinte um bocado de pão
Um silencio
Saúl Dias

Toró

Companheiro das noites de insónias
sempre discreto mas sempre presente

Veio até mim


Nunca me canso...

Sei que seria possível construir o mundo justo
As cidades poderiam ser claras e lavadas
pelo canto dos espaços e das fontes
O céu o mar e a terra estão prontos
A saciar a nossa fome do terrestre
A terra onde estamos - se ninguém atraiçoasse - proporia
Cada dia a cada um a liberdade e o reino
Sophia de Mello Breyner

Estrela

Passam os dias, meses e anos,
vento, gelo, degelo, sol, chuva.
Como as rochas a amizade também sofre erosão
e aí revela toda a a sua essência. 

4 anos

Quatro anos de partilha na net.
Obrigado a esta comunidade maravilhosa por todos os momentos, 
por todos os comentários e visitas.
Parabéns com muita alegria.

Memórias

Lembras-me uma enchente de maré
Com uma calma matinal
Quem foi
Quem disse
Que o mar dos olhos também sabe a sal
João Gil

Awakening


Imaginada


O Cais


Abandono

E não se apaga, não...nada se apaga!
vem sempre rastejando como uma vaga...
vem sempre perguntando: o que te resta?
Florbela Espanca

Derviches

Istambul

Fim de tarde


Bateu-me a saudade

Passado o mar, passado o mundo, em longe praias,
de areia e ténues vagas, como esta
em que haverá de nossos passos a memória
embora soterrada pela areia nova,
e em que sobre as muralhas quanta sombra
na pedra carcomida guarda que passamos,
em longe praias, outras nuvens, outras vozes,
ainda recordas esta, ó meu amigo?
Jorge de Sena

Menina Lua


Frescura tranquila


Essência do Samba

A felicidade é como a gota
de orvalho numa pétala de flor
brilha tranquila
depois de leve oscila
e cai como uma lágrima de amor
Vinícius de Moraes

Dança das Sombras

É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
é assim como a luz no coração

Ponha um pouco de amor numa cadência
e vai ver que ninguém no mundo vence
a beleza que tem um samba, não
Vinicius de Moraes

Meu Douro

Tudo muda, tudo parte
Tudo tem o seu avesso.
Frágil a memória da paixão...
É a lua. Fim da tarde
É a brisa onde adormeço
Quente como a tua mão

Mas nunca
Me esqueci de ti
Carlos T

Forte de Santa Maria da Barra

Salvador

Desenho de Giz


Sensações

Querida vem junto de mim
esta noite quero cantar
uma canção para ti

Uma canção sem lágrimas
uma canção ligeira
uma canção de charme

O charme das manhãs
envolvidas em bruma
em que valsam coelhos
Boris Vian

Manaus


Doce Mistério da Vida


São Paulo


Feliz Natal e próspero Ano Novo

...


Luz


Chapada dos Guimarães



Porque razão sorria a natureza à minha volta?

reparem na discordância...

é como um grito de revolta
que se solta 
por aí fora...

...e não encontra obstáculo para o eco...
Fernando Namora

Menino do Rio

Copacabana

In Rio Paradise

Pela verdade, pelo riso, pela luz, pela beleza,
pelas aves que voam no olhar de uma criança,
pela limpeza do vento, pelos atos de pureza,
pela alegria, pelo vinho, pela musica, pela dança,
pela branda melodia do rumor dos regatos
Natália Correia